Obra vai levar água de qualidade para Alter do Chão

O distrito de Alter do Chão, destino turístico internacional onde fica a praia que já foi eleita a mais bonita do Brasil, recebe investimentos do governo do Estado nas áreas de infraestrutura e saneamento básico. O governador Simão Jatene, que cumpre agenda em três municípios do oeste paraense nesta sexta-feira (9) e sábado (10), assinou nesta sexta a ordem de serviço que autoriza o início da construção do novo sistema de abastecimento de água da vila, localizada a cerca de 28 quilômetros de Santarém. Orçada em R$ 11 milhões, a obra vai levar água de qualidade aos mais de sete mil habitantes da comunidade.

Com o novo sistema de captação e tratamento de água, a meta é alcançar 100% dos imóveis no distrito. Segundo o presidente da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Cláudio Conde, a obra é uma implantação pioneira em Alter do Chão, já que será o primeiro sistema do tipo fora de um núcleo urbano. O contrato com a empresa executora foi assinado na quinta-feira (8). A previsão é que os trabalhos sejam iniciados imediatamente e concluídos no prazo de 18 meses.

Serão construídos um poço profundo de 250 metros de profundidade, um reservatório apoiado de 400 metros cúbicos e um elevado de 300 metros cúbicos, além de uma elevatória de água tratada. A Cosanpa também vai instalar 40 quilômetros de rede de distribuição de água, que terá suporte de uma subestação de energia elétrica. O sistema terá capacidade para abastecer mais de dez mil pessoas. É uma obra para quem mora em Alter do Chão e para os milhares de turistas que procuram a vila todos os anos.

“Um sistema de abastecimento de água é garantia de saúde e também, nesse caso, de dinamização da economia local, sobretudo nas datas em que o fluxo de turistas é grande em Alter do Chão”, disse o diretor de Expansão e Tecnologia da Cosanpa, Fernando Martins. A capacidade de armazenamento de água será de 700 milhões de litros. “Em datas importantes, como o período do Çairé, a vila estará plenamente abastecida”, completou.

Para Simão Jatene, mais importante que a capacidade de investir, é trabalhar de forma honesta e responsável pelo cidadão que honra seus compromissos e precisa do suporte do Estado com políticas públicas inclusivas. “É claro que o sistema de abastecimento de água é fundamental, é claro que sem uma estrada decente, não tem turismo e o morador fica sem poder se locomover com dignidade, mas o que importa mesmo é o respeito com o paraense que paga imposto e viabiliza esses serviços. É possível fazer política diferente, sem que os interesses de uma minoria estejam acima dos interesses da maioria, do povo”, defendeu o governador.

Por Luiz Carlos Santos

Compartilhar no: