Cosanpa participa da Câmara Técnica voltada para Planos Municipais de Saneamento Básico, parte da programação da 15ª Reunião do ConCidades

As quatro câmaras técnicas envolvidas nas discussões sobre habitação, saneamento ambiental e resíduos sólidos, transporte e mobilidade urbana, e planejamento e gestão territorial, realizaram debates durante a programação da 15ª Reunião Ordinária do Conselho das Cidades (ConCidades).

A Companhia de Saneamento do Pará deu sequência nas ações da Câmara de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos. Dentre os temas abordados na reunião estiveram saneamento urbano e rural, aterros sanitários, resíduos sólidos, captação da água da chuva, políticas públicas e o abastecimento de água.

O conselho deu ênfase em debates sobre o andamento de obras públicas do Estado, que devem trazer melhorias e mais qualidade de vida para a população. Destacando algumas obras como, o sistema de abastecimento do município de Oriximiná, na região do Baixo Amazonas, e o Projeto de Macrodrenagem da Bacia do Tucunduba, que atenderá os bairros de Canudos, Guamá, Terra Firme e Marco, em Belém.

Formado por representantes do Governo do Estado, prefeituras, movimentos sociais, entidades representativas e sociedade civil. O ConCidades possui um calendário de debates e conferências sobre políticas públicas para o desenvolvimento da região e obras em execução pela administração estadual.

Oberdan Pinheiro Duarte, economista da assessoria de planejamento da Cosanpa, se colocou à disposição do conselho para ajudar no que for possível, “Colocamos a estrutura da empresa a disposição, e o que tiver ao nosso alcance a gente vai colaborar, também podemos participar em todas as demandas do Plano Municipal de Saneamento, envolvendo mais instituições ligadas ao Governo”, disse o representante da Companhia.

Dados sobre o planejamento da Sedop para o planos de saneamento básico, foram apresentados pela Secretaria de Desenvolvimento de Obras Públicas. “Foi financiado pelo Governo Federal os planos municipais de saneamento básico urbano e rural, e como todos sabem o saneamento básico envolve os quatro eixos, abastecimento de água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos. Uma exigência do governo é que todos os municípios que receberem os recursos nessas áreas elaborem seu plano e encaminhem para Sedop, para que não deixem de receber o financiamento do governo federal na área de saneamento”, concluiu Luana Fernandes, técnica em saneamento da Sedop.

Compartilhar no: